Data: 04/03/18 - São Paulo/SP
Fotos: Alessandro Rodrigues

Veículo:
Opala
Proprietário:
Robson Andrade
Ano/Modelo:
1970
Motor:
6 cilindros
Combustivel:
Gasolina
Carburação:
Webber 40 Italiana
Cambio:
3 marchas em cima
Freios:
Disco nas 4 rodas
Pneus:
Firestone 195/70R14
Volante:
SS 1971
Acessórios de epóca:
Puleiros de pombo
Detalhes:
Ar condicionado

Opala 70

Estamos trazendo mais um carro no nosso amigo Robson.... agora dessa vez, o Opala que é o xodó da sua coleção!

Esse veículo é a primeira versão do Opala, com a rara motorização 6 cilindros original de fábrica, além do câmbio de 3 marchas na coluna de direção, padrão nesta versão.

O exemplar em questão é repleto de acessórios de época, como o teto de vinil, protetores e barras nos para-choques (também chamados de poleiros de pombo), volante do Opala SS 1971 (marrom / Madre Pérola), ar condicionado de época, barra estabilizadora adicional na suspensão traseira e o aclamado motor 250-S, com direito a uma Webber 40 Italiana original e escapamento 6x2.

Para aumentar a segurança, foi instalado freio à disco nas 4 rodas, em substituição aos tambores originais.

A tapeçaria é completamente original, e ao entrarmos no carro, temos a certeza de estarmos dentro de um dos melhores carros da década de 70, quando o mundo era mais romântico e os carros menos padronizados, pois nos dias de hoje são todos muito parecidos.

Ao ligarmos o motor, o requinte é complementado pelo ronco característico dos bons Opalas, inconfundível e arrepiante! O volante exclusivo da versão SS 1971 remete à esportividade, dando um tom agressivo, um carro com muitos cavalos embaixo do capô.

E além de tudo isso, tem ainda o ar-condicionado, original, funcionando perfeitamente, item indispensável nos dias de hoje, pois garante o conforto para os passeios com esse magnífico exemplar.

"Sonho de infância".... este Opala recebeu os melhores cuidados de seu proprietário, que garimpou pessoalmente todos os acessórios nele instalados. Aliás, encontrar um Opala 1970 com a motorização de 6 cilindros original de fábrica, foi o maior desafio, pois estima-se que cerca de 90% dos Opalas desse ano, possuíam o motor de 4 cilindros.

"O processo de restauração do veículo não foi complexo, pois ao desmontarmos o carro, verificamos que não havia partes podres, talvez em razão de o mesmo ter permanecido muito bem guardado por vários anos. Assim, foi apenas necessário realizar um polimento para descobrirmos o tom original do azul e reproduzirmos o tom encontrado." - informou Robson.

Realmente é um grande veículo de colecionador! Um carro ímpar, rico em detalhes, de muito bom gosto, que enche os olhos dos opaleiros de plantão!

(texto: Marcelo Francisco | AutoEventos & StockKart)

Image gallery
Image gallery